quinta-feira, 17 de abril de 2008

Hoje é o seu dia!

Ela me ensinou a andar, a falar, a comer, a sorrir, a brigar. Ela me ensinou a ser forte mas sem jamais deixar de ser doce.
Ela me fez aprender a nadar, aprender a ler, escrever, respeitar os mais velhos.
Ela já me viu chorar, gargalhar, acreditra, desacreditar. Mas nunca deixou de acreditar em mim.
Ela já se orgulhou de uma boa nota, de um belo poema, de alguma conquista.
Ela já me levou na porta da escola, me comprava sorvete e me vestia como princesa, dessas de contos de fada. Ela me ensinou a ser perua, a ser criança, a ser mulher, a ser guerreira, a ser honesta, a ser firme, a ser doce, a ser eu.
Ela doce que nem açúcar, guerreira como Kali, poesia de Drumond, orquíde preferida, amiga, exemplo, colo, bronca, conselho.
Um dia ela já foi muito grande, me carregava no colo, era a voz da razão. Hoje continua grande. Grande de alma, de afeto.
Hoje ela é amiga, ela divide comigo e soma também. É querida e amada, o famoso pau pra toda obra.Hoje é o dia dela. Dia de mulher guerreira..
Hoje é dia de comemorar. É o dia dessa criatura...
E morram de inveja porque ela é minha MÃE. Mãe única de filha única e a pessoa mais única que eu conheço.

Dona Gilda, meu exemplo, meu carinho. Parabéns mãe!

2 comentários:

Carol Montone disse...

que linda homenagem amiga. Tudo que é de verdade emociona e esse afeto e admiração encheram sua página de luz...beijos para ela e para ti também saudades e obrigada pelo cairnho força na paçoca aí...que a vida é boa demais!!!
Carol Montone

Rafaella Coelho disse...

Parabéns para a sua mãe querida que deu origem à minha aluna do coração!

Beijos