quinta-feira, 10 de abril de 2008

Coisa de mulher apaixonada...

Como negar um amor que me salta os olhos? Como esconder o brilho no olho, a pele mais viçosa, o coração tranquilo e o sorriso nos lábios?
Como não me sentir escolhida, privilegiada, amada, encantada, apaixonada? Como não escrever poesia, como não deixar transbordar oque de mais puro e grandioso habita agora em mim?
E assim começaram a surgir os comentários.
- Como você está bonita!
- Como você mudou!
- Não sei porque mas você está diferente, tá com um brilho diferente.
Sim meus caros, para aqueles mais sensíveis eis aqui minha confirmação, realmente algo mudou. Para aqueles não tão sutís eis aqui minha declaração de mulher apaixonada. Eu realmente estou diferente, encantada e convencida de que esse elo será eterno.
Realmente estou convencida que agora o sol é cada dia mais brilhante, que o cheiro de flor invade minha alma, que meu sorriso é resplandecente. Que há mais amor em tudo aquilo que faço.
Há sim algo de fascinante em viver, há algo de tentador em experimentar,há a possibilidade de desconstruir e mudar tudo. E mudar oque antes mais me parecia um martírio e me reinventar. Há quem não acredite no poder da transformação, há quem nem acredite em sua existência. Há quem não perceba que escolher oque se sente é tão natural quanto respirar.
Mas há aqueles que me ensinam todos os dias que somos privilegiados justamente por termos o dom, o poder e a força da mudança. Há quem entenda oque quero dizer mesmo antes de eu escrever essas palavras. Há aqueles que já compreenderam a responsabilidade de viver. Por mais inacreditável que seja alguns já compreenderam que “ a cada erro cometido é uma virtude adquirida”.
A essas pessoas tão doces e especiais devo meu mais sincero agradecimento, devo meu brilho no olho.
Ao grande amor da minha vida devo os momentos mais felizes, devo a alegria sincera, o calor das minhas mais nobres palavras.
Não poderia ser diferente, e como toda boa mulher apaixonada grito ao mundo que você me faz muy bien.
A minha grande paixão? SwáSthya! SwáSthya Yôga, o Yôga antigo, pré-clássico, pré- vêdico, pré- ariano. O Yôga mais completo do mundo.


Meus sinceros agradecimentos ao meu tão querido Mestre De Rose, codificador do SwáSthya, à minha amiga e instrutora Rafaella, à querida Vanessa de Holanda, mulher cuja a força e o brilho no olhar me encantam. Ao tão querido Bruno, a tão bela e doce Letícia, ao querido Marcinho que mesmo de longe é tão presente.

Para os demais que vieram dividir seus sentidos comigo meu agradecimento por seus olhos sempre tão atentos.

2 comentários:

Ana Gabriela disse...

Esta paixão é incomum a mim, também amo este velho!!!
Você traduziu os meus sentimentos. A gratidão que sinto por ser privilegiada por este acaso, se resume a esta egrégora do Swásthya que me cobre de conforto, felicidade e contentamento.
Swásthya
Grande Beijo...

Rafaella Coelho disse...

Oi Lú!
Amei esta homenagem!
Fico muito feliz de ver o seu crescimento a cada dia e perceber o seu brilho irradiar para as pessoas ao seu redor.
É muito bom compartilhar com vc este estilo fascinante de se viver!

Beijo grande!