quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Dos labirintos...


Existe no Swásthya Yôga uma regra geral que diz: Esforce-se sem forçar. Essa regra nada mais é do que um fator de segurança que nos lembra que somos humanos e como todos seres temos limites. Uns maiores, outros menores.

Assim creio que seja nossa vida. Devemos nos esforçar sem forçar. Sem forçar a barra em uma situação que não dá mais certo, sem forçar forças para ir além quando já tivemos sinais de que chegamos ao limite, sem nos agredirmos.

Difícil isso para uma pequena grande mulher acostumada a mover montanhas quando quer muito alguma coisa. Difícil frenar alguém tão acostumada a querer e poder quase tudo.
Eis que num golpe desses de sabedoria a natureza veio me mostrar que regras gerais devem ser seguidas, caso contrário a própria natureza grita de alguma forma que não dá mais. Foi isso que me aconteceu nessa última terça-feira quando o chão se movia mais do que minhas pernas e quando sentia o mundo girar. Tudo isso sem um gota de álcool.

Diagnóstico: Labirintite.

Causa: Estresse.

Recomendação Médica: Estresse-se menos e divirta-se mais.

E como orientações médicas devem ser levadas a sério de agora em diante ao menos vou tentar rir mais um pouco da vida e levar menos a sério o que no fundo não requer tanta atenção.

9 comentários:

Graziele Alencar disse...

Para não forçar é realmente preciso ter sabedoria!
Labirintite é emocional mesmo... melhoras pra você!
Beijos.

Ela disse...

Este mal ainda não me acometeu, porém tenho feito muitaaaaaaaaaaaaa força, e esforço ... tô quase cansada hoje.
Sorte que tem uma noite no meio e amanhã é um novo dia.

Diminua o ritmo, você melhora já já.

Permita-se

Clarinha disse...

Perfeito!!!!!!!!!
Beijo na alma!!!!!!!!!

Mari disse...

Viver é leve... acredite! Divirta-se então, sem moderação. Beijooo

.Cah. disse...

Obrigada pela visita...

gostei daqui tbm...A primeira impressão foi ótima...

Muito bom abrir e me deparar com SENTIDOS!
Vou voltar com mais calma...

Beeeijos.

[P] disse...

Rir é sempre o melhor remédio, Luciana!

Beijos.

ps: pra onde mando o endereço do blog novo? procurei um e-mail para entrar em contato contigo aqui e não encontrei...

Cadinho RoCo disse...

Relaxe e como boa carioca que é dê uma passada no meu Nosso Blog que está com poema Pão de Açúcar publicado para que então sinta-se ainda mais arejada e com todo corpo exposto à brisa desse mar com forte teor de libertação.
Cadinho RoCo

moranguin disse...

amiga, acho q estamos em sintonia. meu último post fala exatamente isso. vamos ser menos radicais, levar a vida numa boa e sim se divertir muito!!!
te amo.
saudades.
cuida direitinho dessa labirintite.
beijao

Rafaella Coelho disse...

Mostre para o mundo a sua alegria sincera!
Beijinhos de quem te adora e quer te ver muito bem