segunda-feira, 13 de julho de 2009

Do que é maior...


Se eu pudesse voltar a algum dia, com certeza, seria aquele em que você me pediu que fosse sua. Exatamente naquele dia em que você ainda acreditava que tudo o que tínhamos pela frente era, tão somente, uma vida inteira.

Se eu pudesse retornar a um momento bastaria que fosse um dos muitos felizes que vivemos. Se pudesse retornar a um lugar seria ao seus braços. Porque ali é meu verdadeiro lugar. Se eu pudesse voltar a sentir. De certo sentiria tudo o que senti e sigo sentindo por você.

Ninguém me disse que amar era obra fácil, todavia farta. Farta de sentir, farta da sua ausência, farta de todos os segundos que lembro de você. Não é o tempo que delimita a intensidade das vivências e sim o quão profundo optamos por mergulhá-las.

Porque agora é tão difícil deixar de sentir seu cheiro mesmo na sua ausência. Porque é tão duro não ver seu sorriso ao meu lado. Porque desaprendi a caminhar sozinha, não por limitação de criança que precisa de apoio. Mas por não ter planejado caminhar só daquele dia em diante.

Não se vive pela metade, não se ama pela metade. O amor já é inteiro em si só. Já é pleno do poder mais sutil que há na vida. E sua razão de ser em si. Porque só vive quem ama. E só ama quem um dia viu seu caminho cruzar com um sorriso maior. Com uma cumplicidade que quer ser um pouco mãe, um pouco filha, um pouco amante, um pouco paz, um pouco turbulência.

Nada que me é estanque completa o que me falta. Não falta. Transborda de sensações que doem mas me levam para perto de você. E isso por si só, basta.

Para o meu amor maior!

7 comentários:

Juliana disse...

Como eu AMO os teus textos.
É como se as palavras fossem tudo aquilo que um dia eu já quis dizer, que eu já senti sabe?

beijo flor!

Sílvia Letícia disse...

"Come up to meet you, tell you I'm sorry... you don't now how lovely you are..."

Encontrei-me em tuas palavras. Aliás, sempre me encontro.

Grande beijo!

ascka disse...

O amor é o óbvio mais complexo que existe.

Simplesmente Amor disse...

Lú... simplesmente belo o seu texto.
Sabe que eu consegui sentir as emoções aflorando conforme eu fui lendo?

Maravilhoso momento!

Beijos com o meu carinho

. fina flor . disse...

ai que liiiiindo, Lu!

bom saber que parou de sangrar e tudo está bem.

você está escrevendo cada vez melhor.

beijos e até, flor

MM.

Thiago disse...

essa música dói tanto em mim... e eu nem sei se queria voltar atrás. Luuu, como é que tá?

Di disse...

Coisa mais linda, seu sentimento transborda pelos dedos.
Fica bem, bonita!
beijo